a

Lorem ipsum dolor sit amet, conse ctetur adip elit, pellentesque turpis.

Image Alt

Scopphu

  /  Artigo   /  Agile Coach: Tudo o que precisas saber

Agile Coach: Tudo o que precisas saber

Devido à enorme popularidade de Agile Coaching, a procura para contratar um Agile Coach tem vindo a aumentar nos últimos anos. Várias empresas procuram talento para este papel e várias pessoas estão a oferecer os seus serviços. No entanto, existe um lado mau: há um enorme número de vagas dúbias à procura de um Agile Coach. Por esta mesma razão, acho que devemos refletir se sabemos verdadeiramente o que é Agile Coaching e os resultados que devemos esperar de quem desempenha este papel.

Tenho estado a trabalhar com Agile desde 2002 – comecei com Extreme Programming, para ser mais preciso, e forneço serviços de Agile Coaching desde 2008. Desde aí, experienciei diferentes ideias, formatos e técnicas para melhorar o meu trabalho como Agile Coach. Graças à minha experiência, reconheço o quão difícil é definir este papel. Para ser honesto, é desafiante criar uma definição global para este cargo. Mas mesmo com toda esta ambiguidade, existem elementos essenciais que podemos utilizar para definir-nos como Agile Coach.

A procura desta definição, desta essência, pode ser comparável a examinar o ADN de qualquer ser vivo. Podemos ter diferentes formas de organismos, mas no final do dia todas as células têm a mesma informação genética. Sintetizei os cinco elementos-chave que indicam a minha prestação como Agile Coach e coloquei-os num modelo que chamei de Agile Coaching DNA. Este modelo representa a minha essência como Agile Coach.

Este ADN funciona como um compasso para guiar as minhas decisões sobre quais práticas e abordagens posso usar para ajudar os meus clientes a atingir melhores resultados. Partilho este texto, pois acredito que este modelo pode ajudar outras pessoas a receber alguma inspiração e a tornarem-se melhores Agile Coaches.

O ADN para Agile Coaching

Agile Coaching é uma abordagem para fomentar uma mudança organizacional com o objetivo de melhorar o trabalho, os comportamentos e os resultados no contexto do desenvolvimento de soluções e/ou produtos. Não é apenas sobre adoptar a framework X ou Y. Agile Coaching é sobre como podemos auxiliar pessoas a responder mais rápido, com menos risco e de uma forma mais qualitativa para oportunidades de negócio.

Para facilitar este resultado, o Agile Coach pode trabalhar em cinco elementos: Catalisar melhorias, Promover awareness, Aumentar o sentimento de domínio, Desenvolver competências e Facilitar a remoção de barreiras.Estes elementos funcionam como objetivos-macro para o Agile Coach. Vamos aprofundar estes elementos:

Catalisar Melhorias

Agile Coaching é sobre mudança (ponto final!). É sobre como nós podemos melhorar os comportamentos organizacionais a diferentes níveis, para produzir melhores resultados.

Lyssa Adkins, autora do livro Coaching Agile Teams, referiu: Coaching acontece através de uma série de conversas coloridas nas quais o coach ajuda o participante a ver novas perspetivas e possibilidades.” O Agile Coach deve atuar como catalisador para uma cultura de melhoria contínua. Providenciar apoio e facilitação para a jornada de transformação é o elemento primário durante o processo de Coaching Agile. Precisamos de ajudar organizações, equipas e indivíduos na jornada desde o estado atual ao estado futuro. Esta é a verdadeira essência do coaching.

Como Agile Coach, temos que ser mestres na arte da facilitação e da mudança de chip. Estas skills ajudam-nos a apoiar as pessoas a criar uma transição suave com foco no objetivo.

Promover awareness (consciência coletiva)

Para catalisar as melhorias, é importante ajudarmos as pessoas a estarem cientes dos problemas, necessidades, opções de soluções, etc. Na maior parte do tempo, o Agile Coach apoia as pessoas a explorarem os seus próprios mindsets, comportamentos e consequências para promover mudanças e melhorias.

John Whitmoreautor do livro Coaching for Performance, referiu: “O primeiro elemento-chave do coaching é o awareness, que é o produto de atenção seletiva, concentração e claridade.” Podemos usar várias maneiras diferentes de promover este tipo de awareness. Por exemplo, podemos usar perguntas abertas para ajudar as pessoas a visualizar e a perceber algum pensamento particular ou comportamento. John Whitmore também refere: “Perguntas abertas que necessitam de respostas descritivas promovem o awareness, enquanto perguntas fechadas são demasiado absolutas para serem precisas e as respostas de Sim ou Não fecham a porta à exploração de mais detalhes. Ao ponto de fecharem portas a um pensamento mais aprofundado. Perguntas abertas são muito mais efetivas para gerar awareness e responsabilidade no processo de coaching.”

Outro bom exemplo é sobre Agilidade. Podemos usar uma cultura data-driven e todo o tipo de métricas como desbloqueadores para gerar awareness nas organizações. Neste caso, como Agile Coach, podemos usar o Método Kanban para ajudar equipas e organizações iniciantes a visualizar o seu workflow. Com base neste awareness partilhado, podemos ajudar as pessoas a identificar oportunidades para melhorias.

Aumentar o sentimento de domínio (ownership)

O awareness pode levar as pessoas a comprometerem-se. Se estivermos conscientes dos nossos problemas e das suas implicações, é mais provável sentir-se na responsabilidade de chegar à solução. O sentimento de responsabilidade significa que a pessoa está suficientemente comprometida na jornada em direção a um objetivo. Por outras palavras, a pessoa está comprometida a descobrir porque e como construir uma estrada para chegar ao seu propósito. Esta situação cria auto-estima e auto-motivação.

O sentimento de domínio implica uma maior autonomia ou um menor nível de dependência para criar e sustentar soluções. No Coaching, pusemos em prática esta famosa expressão: “Se deres um peixe a um homem faminto, vais alimentá-lo por um dia. Se o ensinares a pescar, vais alimentá-lo toda a vida.”

Por esta razão, quando um Agile Coach dá as respostas ou dita exatamente como resolver algum problema, está a comprometer a habilidade do colega em aprender como aprender. Além disso, dar respostas pode criar uma perigosa dependência do Agile Coach. Neste caso, o coachee (o indivíduo, equipa ou organização) precisará permanentemente da ajuda do Agile Coach para criar e manter as melhorias. Aumentar o sentimento de domínio é a razão pela qual a maior parte dos Agile Coaches são agentes meramente temporários na organização.

Como forma de manter e aumentar este sentimento, o Agile Coach deverá evitar ditar as soluções e praticar uma abordagem sem julgamentos para ajudar os colegas a construir a sua jornada.

Facilitar a remoção de barreiras

Durante a transformação ágil, existem vários obstáculos no processo de adotar novos comportamentos e práticas. Na maior parte do tempo, o Agile Coach deve atuar como um facilitador de mudança. Um facilitador de mudança é alguém que ajuda a organização a identificar as oportunidades para melhorar e cultivar estratégias colaborativas para maximizar o sucesso. Existem sempre forças condutoras (forças positivase forças bloqueadoras (forças negativas). No entanto, os Agile Coaches não são secretários da organização.

Facilitar a remoção de barreiras é sobre ajudar as pessoas a desenvolver a habilidade e os recursos para ultrapassar as barreiras por si mesmas. É importante relembrar: Ensina a pescar, não dês o peixe. Neste caso, ensina pessoas a remover os obstáculos por si próprias em vez de meramente remover as barreiras por elas. 

Desenvolver competências

Como vimos nos elementos anteriores, ajudar as pessoas a aprender uma nova habilidade (soft ou hard skill) é um dos ingredientes-chave do Agile Coaching. Para desenvolver as habilidades das pessoas, podemos criar uma combinação de duas abordagens: Coaching Mentoring. No entanto, existe uma diferença enorme entre ambas. Quando funcionamos como Mentores, estamos a providenciar as respostas certas para resolver um problema. Quando trabalhamos como coaches, estamos constantemente a promover o awareness e o sentido de domínio nas pessoas, de forma a que sejam elas mesmas a construir as soluções. É importante que esta diferença seja clara e é também vital que o Agile Coach reconheça em que situações Coaching e Mentoring podem ser aplicados.

Como Agile Coach, precisamos de ajudar a organização a criar estratégias que promovam uma cultura de aprendizagem. Podemos usar diferentes práticas para chegar a este objetivo. Uma delas é o Learning 3.0. Este método ajuda-nos a criar um ambiente organizacional que fomenta a colaboração entre os membros e uma cultura de aprendizagem dentro das próprias equipas.

Como evoluir com este ADN

Sintetizei estes elementos neste modelo para servir como compasso que guia os comportamentos e resultados para o meu trabalho como Agile Coach. Preciso constantemente de fazer este ADN evoluir. É necessário adicionar mais práticas e elementos de acordo com o ambiente da empresa ou da equipa. O leitor terá que fazer o mesmo no seu contexto. Poderás criar um número infinito de combinações genéticas com este ADN. Apresentarei três exemplos de evoluções para este modelo nos próximos parágrafos e espero que sirva de inspiração.

A primeira imagem é sobre um caso de extensão deste ADN ao providenciar Agile Coaching ao nível de equipa.

A segunda imagem é sobre como podemos combinar este ADN com a framework de competências de Agile Coaching. Esta framework é muito útil e popular, criada pelo Agile Coaching Institute. O Agile Coaching DNA pode ajudar-te a agregar as competências aqui descritas.

A 3ª figura explica como podemos aplicar o Agile Coaching DNA para guiar práticas e ideias para coaching a nível executivo. É importante realçar que esta essência continua a ser a mesma. No entanto, este requer uma diferente abordagem.

Uma breve conclusão

Tenho usado este ADN de diferentes maneiras, pois cada pessoa, equipa e organização apresenta diferentes problemas e contextos, o que requer diferentes abordagens. Mesmo assim, tento manter a congruência destes 5 elementos-chave.

Não me deparei com estes elementos da noite para o dia. É o resultado de anos a realizar coaching, pesquisa intensa e a trabalhar lado a lado com outros colegas para identificar as características de um bom Agile Coach. O Agile Coaching DNA é a síntese desta longa jornada. A minha intenção com este texto é de inspirar-te a pensar na tua performance como Agile Coach e o que poderás fazer para melhorar o teu trabalho. Sintam-se à vontade para usar este ADN como compasso/ motivação para aprender. Qualquer dúvida não hesitem em contactar-me através da Scopphu ou dos múltiplos canais digitais onde estou presente. Sinto-me mais do que feliz ao ajudar.

 

Artigo escrito por: Manoel Pimentel

Publicar um comentário